Unified Hub for Smart Plants

Claims

O objetivo do projeto UH4SP e o desenvolvimento de uma arquitetura de software orientada a serviços e soluções tecnológicas, incorporando o paradigma de IoT e Industry 4.0, que promovam a visão corporativa e agregada de operações de unidades industriais dispersas por varias geografias, através de acessos remotos e locais; a construção de ferramentas colaborativas e transversais; a otimização das operações e da experiencia de utilização nas unidades industriais e, por ultimo, a confiabilidade do sistema.

Pretende-se criar uma nova oferta, disruptiva em relação às soluções existentes no mercado, reconhecida como inovadora, diferenciadora e de vanguarda na abordagem às problemáticas, necessidades e tendências dos processos e fluxos logísticos nas indústrias do futuro. Não se esgota numa nova arquitetura tecnológica, mas numa mudança de paradigma, numa visão mais abrangente do negócio, alavancando a sua diferenciação e eficiência operacional.

Benefícios

Promoção da eficiência operacional
Otimização da gestão de recursos
Fortalecimento do relacionamento com clientes, fornecedores e transportadores
Alarga e reforça o âmbito da atuação das diversas entidades intervenientes na cadeia de valor
Melhoria do atendimento ao cliente

Porquê UH4SP?

Garantir o produto correto, no tempo certo, quantidade exata, no destino programado, pela pessoa autorizada, em perfeitas condições e ao melhor preço é o desafio atual das unidades industriais. Para tal, é necessário conceber um sistema de gestão e otimização logística baseada em conceitos, tecnologias, ferramentas e metodologias emergentes no contexto de sistemas industriais baseados na Internet.

A visibilidade, segurança e controlo nas operações de carga e descarga e na movimentação de produtos, viaturas e pessoas, a automatização de processos e a colaboração com os diversos agentes ao longo da cadeia de valor, são vetores fundamentais na otimização logística das empresas industriais. O objetivo último é de criar uma Smart Plant = Eficiência, Eficácia, Inteligência na unidade industrial.

Objetivos
técnico-científicos

1

Definição de mecanismos de conceção de arquiteturas logicas para plataformas tecnológicas de otimização logística no âmbito de referenciais Industry 4.0, tendo como finalidade a alocação e recursos e de dados robustos e confiáveis às entidades da cadeia de valor

2

Conceção de serviços e aplicações de negócio endereçadas aos diversos stakeholders invocando recursos transparentemente e capacitando a unidade com ferramentas que lhe permitam integrar serviços que fornecem informação sobre e proveniente dos recursos físicos existentes nas unidades industriais

3

Desenvolvimento de novos algoritmos e métodos de sonorização para melhorar o reconhecimento de pessoas e viaturas, interações com motoristas e assistência técnica remota; pretende-se: 1/ tornar o controlo de acessos menos intrusivo, mais eficaz e eficiente de viaturas e motoristas; 2/ substituição de hardwares por sensores inteligentes e dispositivos móveis; 3/ orientação otimizada e intuitiva dos motoristas no percurso a efetuar nas unidades industriais; 4/ criação de ferramentas de assistência remota que permita um ambiente de colaboração em telepresença recorrendo à realidade aumentada.

4

Desenvolvimento de modelos de simulação e heurísticas visando a otimização logística; no caso em concreto será utilizada como meio de visualizar e validar a otimização dos percursos dentro das instalações, bem como para a otimização do agendamento da chegada de clientes e fornecedores às instalações permitindo obter ganhos operacionais.

5

Desenvolvimento da(s) plataforma(s) computacional(ais) de suporte as operações do sistema, recorrendo a software de gestão da cloud: o objetivo é que esta plataforma possa ser reutilizada noutro tipo de projetos industriais com requisitos semelhantes.

6

Desenvolvimento de uma plataforma de armazenamento de dados adequada aos requisitos da Industry 4.0.

Alicerces tecnológicos
e metodologias

A concretização do objetivo principal será alicerçada em conceitos, tecnologias, ferramentas e metodologias emergentes no contexto de sistemas industriais baseados na Internet.

Tecnologias de Industrial Internet of Things (IIoT) e Industry 4.0;
Abordagens de arquiteturas de larga escala através do método Four-Step-Rule-Set (4SRS);
Abordagens orientadas aos serviços (arquiteturas SOA): as aplicações de negócio são divididas em funções individuais e modeladas com base num ecossistema de serviços que abrange toda a unidade industrial;
Adoção de modelos de cloud computing;

Adoção de mecanismos de simulação e otimização;
Adoção de modelos e tecnologias inovadoras no âmbito de reconhecimento facial, categorização das viaturas, localização, assistência à navegação, telepresença, realidade aumentada;
Garantia de confiabilidade com vista a disaster recovery e business continuity;

Avanços
esperados:

Reconhecimento multidimensional de viaturas: visão por computador e visão gráfica com desenvolvimento de algoritmos próprios que analise o número de eixos e caracterize a tipologia do veículo;
Identificação dos motoristas: reconhecimento facial baseado no desenvolvimento de um sistema assente na vanguarda da visão por computador/processamento de imagem;

Interação com o motorista através da utilização de dispositivos móveis para front-office operacional: substituição dos quiosques de atendimento;
Orientação dos motoristas no percurso na unidade industrial: tecnologias emergentes de navegação;
Assistência remota numa ótica colaborativa de telepresença: realidade aumentada;

Notícias

UH4SP, um sistema inteligente comunicado na 9th IEEE TEMS na Madeira
09 outubro 2018

No passado dia 25 de setembro, Nuno Santos, investigador do CCG participou na 9th IEEE TEMS International Conference on Intelligent Systems (IS’18) que se realizou de 25 a 27/09/2018 no Funchal, um importante evento de comunicação científica sobre projetos de investigação na área dos sistemas inteligentes.

Ler mais
UH4SP: Indústria 4.0 no evento Eurotux Ecosystem 2018!
14 junho 2018

A Eurotux – co-promotor do projeto UH4SP – organiza o evento Eurotux Ecosystem 2018 hoje, a partir das 14h00, na Casa do Ribeirinho, em Matosinhos. A edição deste ano decorre sob o lema “Protect your Data, Protect your Business”, numa altura marcada pela entrada em vigor do RGPD (Regulamento Geral de Proteção de Dados).

Ler mais
UH4SP: presente na FNA com tecnologia na ponta dos dedos!
14 junho 2018

O Centro Nacional de Exposições, em Santarém, recebeu de 2 a 10 de Junho de 2018 a 55ª Feira Nacional de Agricultura / 65ª Feira do Ribatejo, cujo destaque em 2018 foi dado ao “Olival e Azeite”.

Ler mais
UH4SP no Open Day da Cachapuz: Fábricas Inteligentes 4.0!
26 maio 2018

A Cachapuz, empresa bracarense líder nacional na disponibilização sistemas integrados de vanguarda (equipamentos, automação e software, e serviços) que otimizam os processos logísticos de pesagem na indústria., apresentou, no passado dia 24 de maio, o seu mais recente marco de ‘peso’ no evento OpenDay by Cachapuz.

Ler mais
Investigação UH4SP em dose dupla!
26 maio 2018

Na semana de 21 a 25 de maio no Porto, a disseminação científica do projeto UH4SP foi reforçada com a presença de Nuno Santos do CCG na 6th International Workshop on Large-Scale Agile Development (LargeScaleAgile’18) integrante da 19th International Conference on Agile Software Development (XP’18) (https://www.agilealliance.org/xp2018/). Nesta conferência, Nuno Santos apresentou o trabalho “An experience report on using architectural models within distributed Scrum teams contexts”. (Santos, N., Pereira, J., Morais, F., Barros, J., Ferreira, N. & Machado, R.J., 2018).

Ler mais
UH4SP: tecnologia de ‘peso’ na ponta dos dedos na Agro!
14 maio 2018

A Cachapuz, empresa bracarense líder nacional na disponibilização sistemas integrados de vanguarda (equipamentos, automação e software, e serviços) que otimizam os processos logísticos de pesagem na indústria, apresentou o seu mais recente marco de ‘peso’ - a juntar a quase um século de história de pioneirismos inovadores – na Feira Agro, em Braga.

Ler mais
UH4SP: tecnologia de ‘peso’ em todo o Alentejo do mundo!
2 maio 2018

A Cachapuz, empresa bracarense líder nacional na disponibilização sistemas integrados de vanguarda (equipamentos, automação e software, e serviços) que otimizam os processos logísticos de pesagem na indústria., apresentou o seu mais recente marco de ‘peso’ o UH4SP – United Hub For Smart Plants em Beja por ocasião da feira Ovibeja.

Ler mais
Projeto UH4SP já foi auditado!
10 abril 2018

No passado dia 22 de março, ocorreu a primeira auditoria intercalar do projeto UH4SP (United Hub for Smart Plants) nas instalações da Cachapuz de acordo com os trâmites da candidatura do Portugal2020. Nesta auditoria estiveram presentes os elementos representantes do consórcio UH4SP (Cachapuz, Departamento de Produção e Sistemas da Universidade do Minho, Associação C.C.G/ZGDV - Centro de Computação Gráfica e Eurotux) que, durante 4 horas, tiveram a oportunidade de apresentar os desenvolvimentos do projeto ao auditor designado para este projeto.

Ler mais
Cachapuz lança projeto com ‘peso’ tecnológico inovador: UH4SP
12 março 2018

A Cachapuz, empresa bracarense líder nacional no setor da pesagem industrial, apresenta mais um marco de ‘peso’ a juntar a quase um século de história já atestado de pioneirismos no desenvolvimento e implementação de soluções tecnológicas de vanguarda.

Ler mais
UH4SP – um projeto que já dissemina conhecimento
06 Março 2018

Os resultados intermédios do projeto UH4SP já são disseminados cientificamente!
Um capítulo, intitulado "Specifying Software Services for Fog Computing Architectures using Recursive Model Transformations", foi aceite no livro sob desenvolvimento "Fog Computing: Concepts, Frameworks and Technologies", publicado pela editora Springer (previsão para o 3º trimestre de 2018).

Ler mais
Consórcio UH4SP visita o CPS (Centro de Produção de Souselas) da Cimpor
05 Março 2018

No dia 22 de fevereiro 2017, o grupo de trabalho do projeto UH4SP deslocou-se às instalações do Centro de Produção de Souselas da Cimpor – parceiro estratégico da Cachapuz. Esta visita teve como objetivo apresentar aos elementos do consórcio presentes o real funcionamento de uma fábrica com os fluxos de movimentação de viaturas automatizados.

Ler mais
3, 2, 1 … e o projeto UH4SP já foi lançado!
16 Fevereiro 2018

Foi no dia 10 de outubro de 2016 que os elementos do consórcio UH4SP (United Hub for Smart Plants) se reuniram pela primeira vez. Foi num ambiente informal que os representantes da Cachapuz, do Departamento de Produção e Sistemas da Universidade do Minho, da Associação C.C.G/ZGDV - Centro de Computação Gráfica e da Eurotux se juntaram para dar início a um percurso repleto de desafios disruptivos.

Ler mais

Consórcio

Empresa pertencente a um dos maiores grupos de pesagem industrial, a nível mundial, com sede em Itália. A Cachapuz é líder e pioneira em Portugal na conceção e fabrico de equipamentos de pesagem e uma referência europeia no desenho e implementação de soluções de software para a pesagem industrial. O seu nome existe já há quatro séculos mas é desde 1920 que a Cachapuz fabrica balanças, sempre a pesar com inovação.

Atualmente a Cachapuz tem como prioridade estratégica a adequação e introdução de inovação nos seus produtos e serviços, de forma a assegurar e a reforçar as soluções no mercado nacional e internacional com visão de crescimento e evolução futuras. Grande parte da atual atividade da Cachapuz centra-se no desenvolvimento de soluções inovadoras destinadas à automatização de processos para o setor industrial.

Centro de I&D ou Departamento de Universidade ou Politécnico

Centro de I&D ou Departamento de Universidade ou Politécnico

www.dps.uminho.pt

A área de Produção e Sistemas foi criada em 1976, no âmbito da definição da estrutura orgânica da Universidade do Minho. Em 1989, a designação passou a ser Departamento de Produção e Sistemas (DPS) da Escola de Engenharia da Universidade do Minho. A Área de Produção e Sistemas foi pioneira no ensino de Engenharia e Gestão Industrial em Portugal, à data com a designação de Engenharia de Produção, em cursos que tinham como principal objetivo formar Engenheiros aptos a tratar os problemas de otimização e racionalização de recursos da indústria de pequena e média dimensão.

Os cursos de licenciatura em Engenharia de Produção foram criados em 1978, e os primeiros licenciados graduaram-se há mais de 37 anos. No presente, o DPS assume como sua missão gerar, difundir e aplicar conhecimento científico e tecnológico nos domínios de Engenharia de Sistemas e de Processos Industriais e de Gestão Industrial e da Tecnologia, e assim contribuir para a concretização da missão da Escola e da Universidade do Minho.

Associação C.C.G/ZGDV - Centro de Computação Gráfica

Associação C.C.G/ZGDV - Centro de Computação Gráfica

Instituição de interface
Universidade

www.ccg.pt

O CCG é uma entidade qualificada pelo Sistema Científico e Tecnológico Nacional (SCTN) para a Prestação de Serviços de Investigação e Desenvolvimento Tecnológico e para Consultoria e Serviços de Apoio à Inovação às empresas, constituindo-se ainda, membro cofundador da rede GraphicsMedia.net - Rede Internacional de Cooperação em Investigação Aplicada em Computação Gráfica, Tecnologias Multimodais-Multimédia e Tecnologias Digitais Visuais Interativas. O CCG terá elementos de dois departamentos envolvidos:

CVIG (Computer Vision Interaction and Graphics): trata-se de um domínio ligado à visão por computador e à computação gráfica, que tem três pilares chave (i) Visão por computador, (ii) Computação Gráfica, (iii) Interação Homem-máquina, destacando-se três módulos tecnológicos: (i) Realidade virtual, (ii) Realidade aumentada e atores virtuais. A importância de envolvimento deste departamento prende-se com as competências na visão por computador e a realidade aumentada.

EPMQ (Engineering Process Maturity and Quality): é o domínio de investigação aplicada, no âmbito da qualidade e maturidade do processo de engenharia de sistemas e tecnologias de informação. A intervenção deste departamento no projeto prende com as competências de definição do modelo de negócio e desenvolvimento de arquiteturas cloud computing.

Eurotux Informática, SA

Eurotux Informática, SA

www.eurotux.com

É uma empresa especializada em planeamento, integração e implementação de sistemas informáticos, oferecendo soluções de Tecnologias de Informação construídas à medida das necessidades dos clientes. Criada em 2000, como uma iniciativa de docentes da Universidade do Minho, O quadro de colaboradores da Eurotux é constituído por recursos maioritariamente com o grau de licenciatura ou mestrado na área de informática.

As tecnologias utilizadas vão desde produtos Open Source, inerentemente transparentes, confiáveis e de elevado desempenho, em que aposta desde a sua fundação, a produtos proprietários dos universos Microsoft, VMWare, EMC, Cisco, Oracle, IBM entre outros. Os projetos que envolvem a Eurotux privilegiam os critérios de segurança, planeamento de contingências e a alta disponibilidade dos sistemas. A empresa é especialista na consolidação e segurança, tem um posicionamento privilegiado na área do Open Source e intervém cada vez mais em ambientes em que a interoperacionalidade de diferentes soluções é um fator determinante.

A maior componente do volume de negócios da Eurotux é a prestação de serviços, particularmente a implementação e administração remota de sistemas e redes, bem como a monitorização e suporte 24x7.

Para qualquer contacto com o mentor do projeto, use o seguinte endereço de email: UH4SP@cachapuz.com

Cachapuz Bilanciai Group © Todos os direitos reservados.

Pi Creative Studio